TACITUS CONCEBE PERCURSO INTERPRETATIVO NO PALÁCIO DA JUSTIÇA DO PORTO

Maio 22, 2019

Em maio 2019, e no âmbito do projeto “A Arte do Palácio para todos”, foi implementado no Palácio da Justiça do Porto  um percurso interpretativo deste histórico imóvel, concebido e produzido pela TACITUS. .O projecto consistiu na colocação de placas com QR-codes ao longo do edifício, nomeadamente junto às portas de entrada das diferentes salas de sessões, Museu Judiciário, e alguns dos gabinetes dos responsáveis da Relação do Porto. Através desses QR Codes, a través dos seus telemóveis, o visitante do Palácio tem acesso a um conjunto de pequenos filmes que, com guião de Suzana Faro e Joel Cleto,  realizados por Luís Morais  e gravados através do sistema que permite um visionamento em 360 graus,  permitem uma a presentação e explicação das relevantes intervenções artísticas que, através de esculturas, frescos, tapeçarias e pinturas, se desenvolvem por muitas das salas e átrios do imóvel.

O projecto contemplou igualmente, com textos de Joel Cleto e Suzana Faro, e design de Nuno Leal, a edição de um desdobrável-roteiro – “A Arte do Palácio da Justiça do Porto. A relação com a cidade” – que identifica e explica essa cerca de meia centena de obras de arte existentes naquele histórico imóvel. O desdobrável é bilingue (português e inglês), sendo a tradução de Hugo Cosme. O desdobrável inclui também um QR Code que remete para um filme, realizado por Luís Morais, com guião e locução de Joel Cleto, gravado no sistema 360 graus e que permite uma visita virtual às principais instalações do Palácio da Justiça detentoras de intervenções artísticas.

Paralelamente foi  produzido o desdobrável “Por onde anda o Carlitos? Aventuras no Palácio da Justiça do Porto”, destinado, com o mesmo objectivo, a um público infanto-juvenil.

A apresentação das placas QR codes, dos respectivos filmes e dos desdobáveis,  foi feita no Salão Nobre do Tribunal da Relação do Porto a 9 de maio 2019.

dav
Partilhe esta informação com os seus amigos...