A TACITUS EM PARCERIA COM A HISTÓRICA CASA LAPÃO

Novembro 4, 2018

A sessão de “Chá das Cinco e Dois dedos de conversa”, realizada no dia 17 de novembro, no terraço do Porto Coliseum Hotel, contou com a parceria de uma histórica casa que guarda e divulga o melhor da tradição transmontana da doçaria conventual: a Casa Lapão, de Vila Real. Responsável pela preservação da Memória  do saber fazer (e também do saber saborear) de famosos doces conventuais e tradicionais como as “cristas de galo” , os “pasteis de Santa Clara” ou os “pitos de Santa Luzia”, a Casa Lapão é herdeira da padaria de Vicência Cramez e Francisco Delfim (o “Lapão”), fundada há cerca de cem anos, durante a Primeira Guerra Mundial. Não muito depois laços de amizade acabarão por colocar o casal em contacto com aquela que era a última detentora do segredo do fabrico da doçaria do que havia sido um dos mais antigos e emblemático conventos da povoação: o de Santa Clara, extinto em 1855.  Disso mesmo deu conta, durante esta sessão, a actual proprietária da “Casa Lapão”, Rosa Cramez, que representa já a quarta geração desta família que persiste na salvaguarda desta deliciosa parcela da nossa Memória e Identidade.

Com esta parceria a TACITUS reforçou ainda mais, neste  projecto “Chá das Cinco e Dois Dedos de Conversa”, a componente da divulgação do nosso Património gastronómico. Recorde-se que este projecto conta já com o apoio e parceria daquela que é a mais antiga e, actualmente, única plantação de chá na Europa – a açoreana Fábrica de Chá Gorreana – bem assim como da Confraria Gastrónomos dos Açores.  Na sessão de 17 de novembro, que decorreu no surpreendente terraço do edifício do Coliseu do Porto/ Porto Coliseum Hotel , o historiador Joel Cleto introduziu e esteve à conversa com o arquitecto e docente universitário João Rapagão sobre a arquitectura e os arquitetos do icónico Coliseu do Porto.

 

 

Partilhe esta informação com os seus amigos...